Maçanico

I'm a title. Click here to edit me

 

   Através das pesquisas sobre a origem das danças gaúchas Paixão Cortes e Barbosa Lessa acreditam que o Maçanico como dança popular originou-se em Portugal. Sabe-se ainda que o nome Maçanico surgiu no estado de Santa Catarina e posteriormente difundiu-se no território do Rio Grande do Sul

 

   Coreografia: por se tratar de uma dança de fila, os pares devem se posicionar, ao som da melodia introdutória, em fileiras opostas, uma de prendas e outra de peões. Ao som do comando de início da dança os pares deverão realizar a primeira figura de avanço e retorno através de quatro passos para ida, sendo eles três passos de marcha e um que apenas encosta a meia-planta do pé ao chão e assim permanece por dois tempos musicais; o retorno executa-se da mesma maneira, apenas em direção oposta à que os pares anteriormente avançaram. Após efetuarem dois avanços e dois retornos os pares deverão efetuar a segunda figura, consistente por quatro giros no lugar e cada um em direção oposta a anteriormente efetuada, novamente deverão realizar o movimento de girar em quatro passos, sendo que o último passo deve ser dado com um pé a frente do outro em uma leve batida e simultaneamente a batida de mãos, aqui também deverão permanecer imóveis nesta posição pelos próximos dois tempos musicais.

 

Letra extraída do Manual de Danças Gaúchas de Paixão Cortes e Barbosa Lessa:

 

Maçanico, maçanico

Maçanico do banhado (BIS)

Quem não dança o maçanico

Não arruma namorado (BIS)

 

Maçanico, maçanico,

Mais que bicho impertinente! (BIS)

Maçanico vai-te embora!

Na tua casa chegou gente! (BIS)

© 2015 por CTG Laçando a Tradição.