Caranguejo

I'm a title. Click here to edit me

 

   Com base em suas pesquisas Barbosa Lessa e Paixão Cortes puderem perceber que o Caranguejo popularizou-se em todo o território brasileiro, e sobre ele existem referências datadas desde o século XIX. Nesta dança os dançarinos podem cantar a letra enquanto executam os passos da dança.

 

   Coreografia: dança de roda ou de pares dependentes. Os pares permaneceram em círculo durante toda a dança, sendo que no círculo central deverão estar as prendas e no círculo de fora os peões. Durante a primeira figura os pares guardarão esta posição e nela realizarão o bate-pé e palmas, e posteriormente farão o balancê com o seu par. A dança possui um caráter maneiroso, que apenas é acentuado pelos cumprimentos dos pares e pelos balancês por eles realizados, no qual tomados pela mão direita executam passos de marcha completando assim uma volta em torno de si mesmos.

 

Letra extraída do Manual de Danças Gaúchas de Paixão Cortes e Barbosa Lessa:

 

Caranguejo não é peixe

Caranguejo peixe é,

Se não fosse o caranguejo

Não se dançava em bagé.

 

Caranguejo não é peixe

Caranguejo peixe é:

Caranguejo perna-fina

Não aguenta balancê.

 

Caranguejo não é peixe

Caranguejo peixe é:

Eu já ví um caranguejo

Sentado e lavando os pé.

 

Caranguejo não é peixe

Caranguejo peixe é:

Eu já ví o caranguejo

Namorando uma muié.

© 2015 por CTG Laçando a Tradição.